The Burning God – R.F. Kuang

The Burning God é o terceiro e último livro da trilogia The Poppy War.

Finais são difíceis. Para mim pessoalmente finais são sempre complicados, especialmente quando me apego aos personagens e fico investida em suas vidas e jornadas. Eu normalmente tenho dificuldade em processar últimos livros, os finais, as últimas jornadas das coisas. E com esse livro não foi diferente. Eu já dormi uma boa noite de sono para processar a história e eu ainda não sei como me sinto exceto que parece que meu coração foi arrancado do peito.

O ódio era uma coisa engraçada. Ele consumia o interior dela como veneno. Fazia cada músculo em seu corpo se tensionar, fazia suas veias queimarem tão quente que ela pensou que sua cabeça fosse se partir ao meio, e ainda sim ele impulsionava tudo que ela fazia. O ódio era um tipo particular de fogo e se você não tinha mais nada, ele te mantinha aquecido.

A experiência completa de ler a série The Poppy War foi uma loucura, principalmente porque eu li 1,829 páginas em 14 dias, eu não acredito que tenha lido nenhuma outra coisa tão rapidamente, tantas páginas em tão pouco tempo. Essa história me consumiu, se tornou a única coisa que eu pensava sobre e fez eu me sentir bem ao devorar páginas e mais páginas dessa narrativa e não pensar em mais nada.

Esse último livro te 640 páginas, e para ser honesta foi o primeiro livro da série que eu senti que poderia ter sido um pouco menor. A parte do meio foi um tanto arrastada, e houveram aspectos do livro que eu queria que tivessem tido mais atenção do que outros. Um porcentagem do meio do livro foi um pouco repetitiva para mim, e comparando com os outros dois livros não houveram tantas plot twists avassaladoras e momentos incríveis. O sentimento puro que este livro transparece é exaustão. Todos estão exaustos da guerra, a nação de Nikara está quebrada em pedaços e sua população devastada. A autora não nos poupa em relatar os traumas que surgem da guerra, como o povo sofre por causa da decisão de pessoas no comando de exércitos e que dão as ordens.

A autora faz um trabalho incrível em retratar o trauma. O trauma de uma nação devastada pela guerra. O trauma de uma protagonista que sofreu tanto e que em seus piores momentos não consegue viver com as coisas que fez. Okay é sério, eu só queria poder cuidar da Rin, ela realmente não tem descanso, nem um momento de paz. Eu consegui sentir perfeitamente sua exaustão, e também a raiva e o desejo de vingança que a motivam a continuar seguindo em frente. Ela é verdadeiramente uma das personagens mais poderosas que eu já tive a oportunidade de ler. Seu arco de história neste livro é tão bem feito que nenhuma parte dele parece ser apressada ou malfeita, pelo contrário tudo é exatamente como tem que ser.

Isso não vai embora. Nunca irá. Mas quando doer, se apegue a isso. É muito mais difícil ficar vivo. Isso não significa que você não mereça viver. Significa que você é corajoso.

Eu também gostei muito de ver a maneira como a autora representou o medo da colonização que se assoma sobre a vida destes personagens. O medo de perder tudo aquilo que faz deles quem são por causa de alguém que quer se impor sob suas vidas e apagá-los, porque alguém pensa que eles são menos dignos, menos do que humanos. Com frequência somos lembrados de que é o vitorioso de uma guerra quem decide como a história será escrita, que decide quem será retratado como um herói ou um vilão, quem serão os protagonistas da história. Essa é uma mensagem realmente impactante presente neste livro e me fez pensar muito.

Apesar de quaisquer reclamações menores que eu tenha sobre este livro, eu ainda não consigo avaliá-lo com nada menos do que cinco estrelas. Talvez esteja ali em torno de 4,5 por causa das coisas que me incomodaram, mas vou manter a nota redonda de cinco. Eu tenho certeza de que nunca irei esquecer, nunca irei superar esta história. Sinto que ela deixou uma marca profunda em mim, e o medo de ter uma uma depressão literária é real. Eu acho que essa história vai me assombrar para sempre, pois é uma as melhores series de fantasia que já li na minha vida. Se você está apto para o desafio eu recomendo profundamente que você embarque nessa jornada que te mudará para sempre.

Você pode comprar esse livro através do meu link de afiliado e eu recebo uma pequena comissão por isso, link aqui para a edição em inglês. Por enquanto ainda não há previsão de tradução.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.