Call Down The Hawk – Maggie Stiefvater

Após o enorme sucesso da Saga dos Corvos publicada pela autora Maggie Stiefvater veio o anúncio de que a saga teria um spinoff centrado no personagem Ronan Lynch e Call Down The Hawk (Invoque o Falcão numa tradução livre) é o primeiro livro da nova trilogia.

Você é feito de sonhos e este mundo não é para você.

Não é segredo que a Saga dos Corvos é uma das minhas favoritas da vida, os personagens que transcendem das páginas são alguns dos mais bem escritos e desenvolvidos que já li, e em especial eu sempre tive muito apreço e carinho por Ronan Lynch, então fiquei empolgadíssima ao saber da nova trilogia que seria centrada no personagem. Apesar de Call Down The Hawk não ter nenhum spoiler da Saga dos Corvos acredito que ele pode ser melhor apreciado se a pessoa já leu os livros da outra saga, pelo simples fato de poder acompanhar a evolução de Ronan. A única coisa que poderia ser um spoiler é a sinopse de Call Down The Hawk, pelo para aqueles que não sabem que Ronan é um sonhador. Toda essa característica da identidade do personagem é apresentada de uma forma na Saga dos Corvos e passa por um enorme crescimento e desenvolvimento até chegarmos na pessoa que Ronan é em Call Down The Hawk. Além disso também é muito mais divertido acompanhar o início do relacionamento de Ronan e Adam na Saga dos Corvos e ver como eles estão no novo livro. Sempre que um autor faz um spinoff que mostre personagens que eu achei que não veria mais eu fico muito feliz, pois é uma oportunidade de vê-los no “futuro” ver o que mais continua a acontecer em suas vidas após aquele capítulo (ou série de livros) ter se encerrado.

Em Call Down The Hawk temos quatro narradores. Além de Ronan eles são, Jordan, Hennessy, Farooq-Lane e Declan Lynch. Eu gostei particularmente dos capítulos narrados por Jordan, mas todos os personagens são multi dimensionais e possuem muitas camadas de personalidade que vão se apresentando aos poucos durante a narrativa. Assim como outros livros da autora, o que quer que você espere que a história vá ser, ela sempre irá surpreender. Acredito que essa seja a beleza dos livros de Maggie Stiefvater, o fato de eles serem impossíveis de prever e completamente arrebatadores. Eu não sei exatamente o que eu esperava que fosse encontrar em Call Down The Hawk mas eu recebi um prato cheio.

Outra coisa que gosto muito nas obras da autora são dois pontos, o primeiro é a escrita impecável. A maneira como ela escreve é tão perfeita e cativante para mim que eu inclusive me inspiro nela em termos de como eu gostaria de escrever meus livros um dia; o segundo ponto é a maneira como as histórias são mais character-driven do que plot-driven. Então o que as vezes pode parecer que é um livro sem muita plot (o que não é verdade porque ela está lá!) se torna um livro com muito mais camadas e peso na parte dos personagens e seus desenvolvimentos intrapessoais. A melhor maneira que consigo descrever isso é que os personagens de Maggie são como objetos 3D enquanto muitos personagens por ai no mundo da literatura são apenas figuras em 2D.

Ler um livro de Stiefvater é afundar-se em um mundo completamente novo, é conseguir sentir através dos olhos de suas personagens, é sentir o coração transbordar de felicidade ao acompanhar a jornada deles.

Não posso deixar de mencionar que Gansey e Blue fazem pequenas aparições durante o livro, apenas em coisas singelas mas que fizeram toda a diferença para mim. Adam também está presente apesar de que de uma maneira diferente do que eu esperava. Mas afinal, como já diz a primeira frase do livro “esta vai ser uma história sobre os irmãos Lynch” e de fato o foi.

O livro é bem no estilo de primeiro-da-trilogia então temos bastante construção das bases e fundações para que os desenvolvimentos da plot possam crescer no próximo volume. Outra coisa que me cativou muito foi que a dinâmica geral do livro é bem diferente do que temos na Saga dos Corvos, com seu foco nas amizades for life e em ansiar por algo em sua juventude e etc. Call Down The Hawk é muito mais dark e denso, apresentando uma nova faceta do mundo criado por Maggie  provando que a autora possuí outros truques em sua manga quando se trata de suas histórias.

Call Down The Hawk foi uma das melhores leituras do ano sem dúvida, terminei de ler o livro me sentindo renovada e preparada para o que quer que venha a seguir na história. And now we dream.

Para a versão em inglês dessa resenha clique aqui.

2 comentários sobre “Call Down The Hawk – Maggie Stiefvater

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.