O Segredo do Meu Marido – Liane Moriarty

Logo depois de ler Pequenas Grandes Mentiras, fiquei muito curiosa para ler outras obras da autora e a primeira da lista foi O Segredo do Meu Marido. 

O livros segue a história de três mulheres que tem suas vidas entrelaçadas após uma revelação chocante e impactante do marido de uma delas. Cecília Fitzpatrick aparenta ter a vida perfeita, três filhas, uma bela casa, seu trabalho (extremamente bem sucedido) como consultora da Tupperware, um marido bonito que a ama, tudo parece estar em ordem. Até o momento em que ela encontra uma carta, escrita por seu marido há anos, em que no evelope se lê: para ser aberto apenas na ocasião da minha morte. Porém o marido de Cecília está vivo e bem, mas a curiosidade de Cecília irá se provar impossível de ignorar, então ela lê a carta. E tudo vira de cabeça para baixo.

É muito difícil de falar deste livro por causa dos spoilers. De fato não é um livro que tem como propósito enrolar o leitor ou criar extremas expectativas sobre qual é o segredo incluso na carta, pelo contrário o objetio é nos mostrar o impacto desta notícia na vida da família e de outras pessoas, e nos fazer refletir sobre o quanto conhecemos as pessoas ao nosso redor, sejam elas maridos, esposas, filhos, mães etc.

As pessoas se apaixonam e desapaixonam o tempo todo.

A escrita de Liane estava excelente, de uma maneira hábil ela prende o leitor e o ritmo da história é impressionante, depois de começar eu não conseguia largar o livro, e o desenrolar foi muito bom. Em nenhum momento eu fiquei entediada ou achei a história arrastada, pelo contrário eu devorei o livro àvidamente em busca de respostas. Outra vez preciso salientar que o segredo em si não é o foco do livro (ele até acaba por ser fácil de prever) mas sim as consequencias e impactos que ele trará para a vida das pessoas e de fato eu estava muito curiosa para saber como as pessoas iam lidar com a situação, e a medida que a plot foi se desenvolvendo e novos elementos foram sendo inseridos eu continuei intrigada para ver como as mulheres reagiriam a isso.

Certas vezes, sentia a dor de um sofrimento puro e primitivo, em outras, havia raiva, o desejo frenético de arranhar, bater e matar, e outras vezes, como naquele momento, apenas uma tristeza comum, sombria, assolando-a de mansinho, sufocante, como uma névoa densa.

Ela apenas estava trsite demais.

Porque sim, as três mulheres que narram e protagonizam a história são incríveis. Eu amo que a autora sempre escolhe fazer protagonistas mulheres, fortes, e capazes de fazer qualquer coisa por seus filhos. É uma história diferente do que eu costumo ler, bem como com um desenrolar diferente do que eu costumo ler, mas eu fiquei extremamente vidrada e cativada por ela. Recomendo muito.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.