Aniquilação – Jeff Vandermeer

Aniquilação é o primeiro livro da Trilogia Comando Sul.

Eu estava muito curiosa sobre este livro, por causa da sinopse que conta apenas o suficiente para você querer saber mais e por conta da capa também (aliás a capa dos três volumes). Mas dizer que Aniquilação foi uma decepção é pouco.

A história é narrada pela Bióloga, e ela nos conta sua experiência na décima segunda expedição a Área X. Junto com uma Antropóloga, uma Topógrafa e uma Psicológa, a Bióloga deve mapear o terreno, identificar as mudanças ambientais, monitorar as relações entre elas memas e não se contaminarem.

O que parecia ser uma premissa interessante, rápidamente se tornou algo arrastado e sem nexo. As descrições da personagem são sem meio que enévoadas e imprecisas, e sempre parece ter algo à espreita não importa o que seja. A intercalação do tempo presente com as memórias da personagem, surgindo nos momentos de maior tensão e suspense, acabam por tirar todo o ritmo do livro. De fato um pequeno livro de 197 páginas me pareceu mais um massivo volume de 600, a história simplesmente não anda. O que me parece é que a história foi escrita e alguém (sejá a editora, o autor ou seja lá que for) decidiu dividir em três livros para publicação, algo que eu sempre crítico pois acredito que um único livro excelente é melhor que três razoáveis.

A minha maior reclamação é de que é simplesmente frustrante ler algo onde nada acontece, e ao mesmo tempo que uma pequena parte de mim tem curiosidade de saber o que acontece a seguir, apenas a lembrança do quão sofrido e enfadonho foi ler este livro é quase que suficiente para me impedir de pegar o próximo.

Quando pesquisei um pouco mais sobre o autor descobri que a tématica de sua obra trata do Novo Estranho (New Weird) algo que parece ser derivado da ficção ciêntífica com uma pitada de fantasia. E de fato o grande mestre inspirador deste subgênero é ninguém menos do que Lovecraft. Depois de descobrir isso ficou um pouco mais claro de entender as inspirações e “escolhas” por assim dizer, do autor, mas ainda guardo minhas ressalvas. Há aquelas inspirações que funcionam, que bebem da fonte e conseguem criar algo próprio e surpreendente, algo que realmente se digne de ser comparado a um grande mestre. Em minha humilde opinião, pego então uma xícara de chá e me volto a leitura de Lovecraft, Aniquilação ainda precisaria de muito para ser comparado à tal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.