Especial Oscar 2018 – A Forma da Água

A Forma da Água, dirigido e escrito por Guilhermo del Toro, é um perfeito conto de fadas moderno.

Elisa (Sally Hawkings) é surda e também uma faxineira de um grande laboratório, e durante um de seus turnos ela presencia a chegada de uma criatura aquática. Aos poucos a personagem começa a se aproximar e se afeiçoar pela Criatura (Doug Jones) , com os mais pequenos gestos, tais como levar um ovo cozido há mais para que ele coma, levar uma vitrola para que ele ouça música, dançar para ele, entre outras coisas. É com essa sensibilidade que o filme nos mostra como o amor pode surgir nos lugares mais improváveis.

É claro que como todo bom conto de fadas, uma figura do mal não poderia faltar e é o chefe de segurança Strickland (Michael Shannon) quem da cara a este “mal”. Ele é quem maltrata a Criatura, exigindo que ele coopere para algumas pesquisas e para ser apresentado a figuras superiores e não irá medir esforços para que suas ordens sejam obedecidas, nem que isso signifique sacrificar a Criatura, de maneira floreada é ele quem tenta a todo custo impedir que o casal tenha seu final feliz juntos.

A atuação de Hawkings está impecável, a atriz conseguiu passar todos os sentimentos e sofrimentos de sua personagem de forma tocante mesmo sem usar palavras. Shannon por sua vez conseguiu, através do grotesco, nos convencer da veracidade de seu personagem. A figura da Criatura por sua vez é rodeada de singelezesa e inocência, especialmente nos momentos em que seus olhos se “abrem” como uma especie de dupla palpebra, ela possuí uma pureza inerente inégavel.

O filme poderia sim ser ainda mais considerado adequeado para os pequenos, não fossem as cenas de violência ao estilo gore, e as cenas de sexo. A fotografia e as cores do filme são algo digno de nota, desde as roupas usadas pela personagem, as instalações do laboratório, tudo é permeado por um intenso tom de verde água, o que obviamente é proposital para nos remeter a cor da água, já que está tem papel fundamental na narrativa.

De fato A Forma da Água, se tornou um dos meus filmes favoritos da vida, digno de todos os prêmios que já ganhou e espero que ganhe ainda mais,  fecho esta resenha com um de meus quotes favoritos do filme (em inglês):

Unable to perceive the shape of you, I find you all around me. Your presence fills my eyes with your love, it humbles my heart, for you are everywhere.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.